O ano letivo está a todo vapor! É possível sentir a energia de renovação no ar.

Por isso, iniciamos 2018 falando sobre como a metodologia montessoriana trabalha a criatividade, a música, a matemática e a memorização.

Agora chegou a hora de falarmos sobre um dos pilares de sustentação mais belos de nossa escola: a educação cósmica Montessori. Aqui mesmo, nesse espaço de reflexão e aprendizado que é nosso blog, já mencionamos esse princípio, embora apenas de forma breve.

Hoje, a proposta é mergulhar mais fundo e desvendar seu significado, no intuito de compreender como ele influencia a dinâmica em sala de aula e como diferencia nosso método do tradicional.

Preparado para entender o que há de cósmico na educação que praticamos aqui na escola? Então vamos juntos!

Por que cósmica?

Como você já deve saber, “cósmico” é tudo aquilo que diz respeito ao cosmo, ao universo!

Para Montessori, todos os tipos, fontes e ciclos de vida, de substâncias orgânicas e inorgânicas, de elementos animados e inanimados, de itens materiais e imateriais, todas as palavras, sentimentos, pensamentos e linguagens fazem parte de uma grande estrutura cósmica, integrada e organizada. Sendo parte dessa estrutura, todos os componentes se inter-relacionam.

Como bem ponderou o poeta inglês John Donne, “Ninguém é uma ilha, entregue a si só. Todos são pedra do continente, uma parte do todo.” Ter essa percepção do cosmo é saber que nunca se está sozinho.

Não é possível pensar em oxigênio, um elemento tão necessário à vida tal qual a conhecemos, sem pensar nas plantas, certo? E o que seria de uma planta sem o processo de fotossíntese? A fotossíntese, por sua vez, não seria possível sem a energia solar.

Assim, todos os elementos de nosso cotidiano, pois mais banais que pareçam ser, são integrantes dessa ordem cósmica, e devem estar presentes na educação.

Qual é a proposta da educação cósmica Montessori?

Diferente da educação tradicional, a educação cósmica Montessori traz consigo toda a carga de significado da palavra “cosmo”.

Ela proporciona a seus alunos uma experiência que vai muito além do desenvolvimento intelectual. É uma educação que reconhece o ser humano em todas as suas fases ¾ criança, adolescente, adulto, ancião ¾  como agente cósmico, dando-lhe os instrumentos para que se desenvolva de forma holística.

A escola montessoriana existe para formar pessoas realizadas, independentes, capazes de ser os protagonistas da própria vida.

Isso pode parecer natural, afinal todos queremos ser os protagonistas de nossa vida.  No entanto, essa proposta está a milhas de distância da educação praticada em uma tradicional.

Isso porque o sistema tradicional de ensino se compromete a despejar em cima dos alunos uma enorme carga de referências teóricas sem se preocupar com sua bagagem de vida, com seus interesses e particularidades cognitivas. Como já mencionamos algumas vezes, ele padroniza o aprendizado.

Essa visão tradicional de educação, embora esteja buscando se reinventar e alinhar-se à realidade do século 21, ainda segue um modelo essencialmente positivista e determinista. Com aulas expositivas e uma enxurrada de teoria, os alunos tornam-se, aos poucos, desencanados com a vida, com o universo e com sua própria formação.

Não há deslumbramento perante à vida porque, na maioria dos casos, nem há consciência dela. Se você está fadado a apenas repetir uma ação ou ideia para a qual não vê o menor sentido, certamente se sentiria desestimulado também.

A educação cósmica Montessori é o oposto desse estado de dormência, é o despertar para os milagres e maravilhas que nos cercam todo dia.

Qual é o modelo de aprendizagem na educação cósmica?

As crianças em uma sala de aula montessoriana exploram o universo, a natureza e as leis que a regem, a história do planeta Terra, dos oceanos, dos continentes, da fauna e da flora. Não de uma forma teórica e abstrata, e sim concreta, a partir dos elementos, ideias e pessoas que fazem parte de seu cotidiano.

O próprio ambiente preparado que é a sala de aula espelha essa noção de ordem cósmica. A organização dos materiais sensoriais nas prateleiras, a presença de plantas e até de pequenos animais, de instrumentos musicais e espaços onde a criança pode se movimentar livremente formam um microcosmo no qual os alunos são preparados para a vida, para vivê-la em sua plenitude, abraçando tanto suas oportunidades quanto seus desafios.

O objetivo é que elas conquistem uma visão cósmica do mundo, uma visão integral e uma postura consciente. Para isso, as lições não são fragmentadas, mas interdisciplinares, para que o aluno perceba a continuidade de conhecimentos, e não seus limites.

Como os outros pilares da metodologia se relacionam à educação cósmica?

Aqui no blog já falamos sobre os outros pilares da educação concebida por Maria Montessori. Caso você não se lembre, aqui estão eles:

Acima, falamos como o ambiente preparado está alinhado à ideia de uma ordem cósmica, e não é difícil perceber que a atuação do professor vai no mesmo sentido de auxiliar a criança a ir além, a descobrir seu potencial e a se enxergar como agente do mundo.

A educação como ciência propõe aplicar o rigor científico e a observação como maneiras de compreender o mundo. A criança que observa, que aprende ao tocar é o cientista que desvenda, que investiga com sua lupa as incógnitas universais.

A autoeducação, por sua vez, valoriza a postura ativa da criança frente à sua própria formação e desenvolvimento cognitivo. Nenhum conhecimento é absorvido passivamente, e sim construído por ela de forma engajada, em grupo ou individualmente, mas sempre em seu próprio ritmo, de acordo com seus interesses e habilidades naturais.

O resultado é a criança equilibrada, alegre e consciente da complexidade e beleza intrínseca à vida. Maria Montessori acreditava que por meio da educação cósmica, essa criança se transformaria em um adulto bem resolvido emocionalmente, consciente de si mesmo e do mundo a seu redor, independente, responsável e autoconfiante.

Educação cósmica é um conceito bastante interessante, não é verdade? É natural lermos sobre ele sob a ótica de Montessori e vermos nossa fé na humanidade sendo renovada.

Interessado em continuar lendo e se aprofundando na metodologia Montessori? Temos um material que vai ajuda-lo nessa tarefa: é o e-book Montessori: tudo que você precisa saber!

Uma resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *