11 alunos famosos do método Montessori

Tempo de leitura: 6 minutos

A metodologia montessoriana nasceu na Itália, no início do século 20, e foi, ao longo dos anos, difundida em inúmeros países. Por ser tão revolucionário e ter galgado credibilidade em todo globo, é um método procurado anualmente por milhares de interessados.

Por esse motivo, resolvemos fazer uma lista com os mais famosos alunos Montessori.

Nosso intuito, aqui, é mostrar as diversas experiências com o método e refletir sobre como ele contribuiu para a liberdade de expressão e a criatividade dessas personalidades.

Ficou curioso para saber quem já frequentou uma escola montessoriana? Continue lendo e descubra!

1. Anne Frank

Anne Frank é conhecida mundialmente por ter escrito um diário no período em que sua família, que era judia, se escondia dos nazistas durante a Segunda Guerra Mundial. Viveu em Amsterdã até 1944, quando soldados invadiram o esconderijo que seu pai, Otto Frank, havia preparado.

Mesmo na adolescência, Anne já demonstrava interesse pela escrita e pelo jornalismo. Quando criança, frequentou uma escola montessoriana e foi descrita por suas amigas como extrovertida e curiosa.

2. Alan Rickman

Ator inglês que ficou famoso por interpretar o professor Severus Snape na saga de filmes Harry Potter, bem como por seus inúmeros trabalhos no teatro e prêmios de atuação, como o BAFTA. Frequentou, quando criança, uma escola montessoriana no distrito de Acton, em Londres.

3. Julia Child

Mais conhecida por seu pseudônimo Julia Child, Julia McWilliams foi uma proeminente escritora de livros de culinária e apresentadora de televisão norte-americana. Em 2009, um filme chamado Julie & Julia retratou sua vida e relação com a culinária, estrelado pela atriz Meryl Streep.

4. Gabriel García Marquez

Romancista, editor e jornalista colombiano laureado com o Prêmio Nobel de Literatura no ano de 1982. Marquez foi um dos escritores mais influentes da cultura latino-americana, escrevendo clássicos como Cem anos de solidão e O amor nos tempos do cólera. Estudou em uma escola montessoriana em Aracataca, na Colômbia, e relatou em diversas oportunidades como o método ajudou em seu processo de alfabetização.  

5. Larry Page e Sergey Brin

Você pode não reconhecer os nomes Larry Page e Sergey Brin, mas certamente conhece e utiliza seu produto: o Google. O software da empresa, que hoje é o mecanismo de busca online mais acessado do mundo, foi criado quando ambos faziam doutorado em Ciências da Computação na Universidade de Stanford.

Você pode ver nesta entrevista como ambos empreendedores atribuem parte de seu sucesso ao método Montessori e à autonomia que ele proporciona às crianças.

6.  Príncipes William, Harry e George

Os príncipes William e Harry da Inglaterra, segundo e sexto na linha do trono inglês respectivamente (os filhos de William, George, Charlotte e o bebê que a duquesa Kate Middleton espera seguem o pai na linha de sucessão), frequentaram uma escola infantil montessoriana por influência de sua mãe, a princesa Diana.

Antes de se casar com o Príncipe Charles, Lady Diana havia trabalhado em uma escola que seguia o método Montessori e, portanto, conhecia seus benefícios para o desenvolvimento infantil.

Anos mais tarde, William também matriculou seu filho George em uma creche montessoriana em Norfolk, condado onde vivem com Kate e a pequena Charlotte.

7. Jeff Bezos

Cientista da computação, investidor e fundador da Amazon, Jeff Bezos, frequentou uma escola montessoriana até a terceira série. Segundo um artigo do The Wall Street Journal, Jeff ficava tão absorto em suas atividades que os professores precisavam encontrar formas de engajá-lo em outras tarefas.

Hoje, a Amazon é uma das maiores empresas de e-commerce do mundo, e Bezos acumula uma fortuna de mais de 90 bilhões de dólares, sendo um dos homens mais ricos do planeta.

8. Jimmy Wales

Co-fundador do projeto Wikipédia, Wales frequentou uma escola que ele mesmo descreve como sendo influenciada pelo método Montessori. Ávido leitor desde criança, aproveitava seu tempo para decifrar as grandes enciclopédias impressas que eram tão comuns na época.

A Wikipédia é um marco do acesso à informação na internet, sendo uma das plataformas colaborativas mais bem-sucedidas da história.

9. Will Wright

O designer de jogos eletrônicos Will Wright afirma que seus sucessos The Sims, SimCity e Spore foram inspirados nas ideias de Maria Montessori. Nos jogos, não há um caminho ou final definido, e cada jogador é convidado a fazer sua trajetória a partir dos estímulos e enredos que despertam seu interesse.

10. George Clooney

Premiado produtor, diretor, roteirista e ator americano, George Clooney atua na indústria cinematográfica desde 1978. Entre seus sucessos, podemos destacar Syriana (2005), Boa Noite, Boa Sorte (2005) e Amor sem Escalas (2009). É a única pessoa que já foi nominada ao Oscar em seis categorias distintas.

11. Beyoncé

Considerada uma das maiores intérpretes da música mundial, a cantora Beyoncé estudou em uma escola Montessori que valorizava especialmente a música como forma de aprendizado. Não é preciso dizer que essa educação musical rendeu bons frutos: Beyoncé é uma das artistas mais premiadas da história!

Como a educação montessoriana se destaca e por que tantos a escolhem?

A educação tal qual defendida por Maria Montessori incentiva o pensamento independente, a autoconfiança e a autonomia. O método é o oposto do ensino tradicional, o qual padroniza a aprendizagem ao atribuir as mesmas atividades a todos os alunos no mesmo momento.

Escolas montessorianas respeitam a criança e permitem que ela encontre o próprio caminho para o aprendizado, de forma natural, sem imposição. Os alunos aprendem interagindo com os materiais lúdicos e com o rico ambiente da sala de aula, o que estimula a criatividade e a curiosidade.

A criança vai adquirindo intuitivamente as ferramentas de que precisa para se desenvolver intelectual e emocionalmente. A ela, é dado tempo e suporte para que se descubra e descubra o mundo, e que perceba os próprios erros, aprendendo a partir deles.  

É válido mencionar que Steve Wozniak, co-fundador da Apple, e por muito tempo considerado o cérebro da empresa, também defendeu a eficácia do método Montessori. Em uma entrevista para Patrick Betdavid, o engenheiro e programador falou sobre educação e sobre a importância de pensar diferente e estimular as crianças a elaborarem suas próprias respostas.

O que os alunos Montessori podem nos ensinar?

Citamos, ao longo deste artigo, indivíduos proeminentes de variados campos e momentos históricos. Todos eles causaram um impacto positivo e duradouro em nossa sociedade, especialmente em suas respectivas áreas.  

Muitos deles inovaram e transformaram a maneira que bilhões de pessoas compram, aprendem e se comunicam. Pense só em Jimmy Wales, Larry Page e Sergey Grin; sem seus produtos, o Google e a Wikipédia, nossas buscas diárias por informação seriam completamente diferentes.

O que os alunos Montessori têm em comum, portanto, é a capacidade de pensar diferente, de nadar contra o fluxo ao invés de apenas segui-lo. Ele sabe fazer as perguntas certas e vai mais fundo na busca por respostas!

Gostou de ler este artigo? Que tal compartilhá-lo nas redes sociais? Estamos no Facebook e no Instagram.  

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *