Desenvolvendo habilidades na cozinha – Vida Prática Montessori

Tempo de leitura: 3 minutos

Cozinhar pode ser uma experiência sensorial incrível! Afinal, existe outra atividade em que a criança possa usar tão bem todos os seus sentidos? Visão, audição, olfato, paladar e tato?

O fato é que cozinhando a criança pode desenvolver muitas habilidades enquanto se diverte e se sente importante em seu meio. Ao contrário do que se pensa, os pequenos têm total condição de auxiliar nas atividades de casa e contribuir para o preparo de um lanche ou refeição em família.

Escola Montessoriana – um ambiente da vida real

O Método Montessori defende que as crianças podem perfeitamente cozinhar e trabalhar em outras atividades domésticas sem colocar em risco sua segurança. Aqui em nossa escola, por meio das atividades de vida prática, elas cozinham, varrem o chão, lavam louças, ajudam na limpeza da sala de aula e, com isso, conquistam sua liberdade e autonomia cada dia mais.

Ao entrar em uma escola Montessori, você pode notar que alguns materiais de aprendizagem se parecem com versões em miniatura de utensílios domésticos utilizados diariamente, como talheres, tigelas, bules e jarros.

Uma boa escola Montessori deve ter grande variedade desses materiais para as crianças utilizarem nas atividades de vida prática. O objetivo dessas atividades é ajudar a criança a ter controle na coordenação de seu movimento, tornar-se um indivíduo independente e desenvolver o senso de ser e pertencer à sociedade.

Crianças na cozinha?

A cozinha pode ser um lugar de muito aprendizado. Ao cozinhar com seus filhos, você pode trabalhar a linguagem por meio dos nomes dos ingredientes e utensílios, a matemática através de medições e quantidades, e a ciência, por meio de fenômenos como a fervura da água, etc. Existem muitos tópicos apropriados à idade que podem dar uma indicação da prática das habilidades em um ambiente propício ao aprendizado.

Se o seu filho já frequenta uma escola Montessori e participa das atividades de vida prática, você pode dar continuidade à essa aprendizagem em casa, seguindo receitas apropriadas para a idade e fazendo as adaptações necessárias no ambiente.

Cozinhando com Bebês

Com a orientação adequada, você pode incentivar o seu pequeno a te ajudar em algumas receitas, como por exemplo massa para pizza ou pão. Esta geralmente é uma preparação simples, na qual você pode perfeitamente envolver as crianças mais novas, com idade entre um e dois anos de idade. O bebê pode ajudá-lo adicionando e misturando os ingredientes ou amassando a massa.

É uma ótima atividade sensorial.

Cozinhando com crianças pequenas

Crianças com idade média de três anos de idade não precisam estar em uma sala de aula tradicional para aprender, elas simplesmente absorvem tudo no ambiente em que estão inseridas, experimentando-o e fazendo parte dele. Portanto, é importante proporcionar a elas um ambiente saudável e positivo.

Algumas atividades na cozinha refinam as habilidades motoras da criança, como descascar bananas, ovos e outros alimentos, misturar ingredientes, amassar massas, espremer laranjas, e ajudar a pôr a mesa. Os pequenos ainda podem ajudar em tarefas como rasgar a alface para salada, temperar, jogar cascas no lixo.

Crianças dessa faixa etária, quando bem orientadas e observadas por um adulto, podem executar tarefas mais complexas, como descascar e cortar frutas e legumes. Essas são tarefas que requerem uma supervisão mais cuidadosa, mas é importante permitir que os pequenos tentem fazê-las. A partir dessas atividades, a criança desenvolve ainda mais a coordenação mão-olho, a concentração, as noções de tamanho, etc.

Essas atividades constroem a independência da criança e aumentam seu senso de pertencimento. É importante entender que acima de tudo, a criança gostará do processo, não apenas do resultado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *