Trabalhar no jardim da família

Tempo de leitura: 4 minutos

A natureza é um elemento importante na educação montessoriana. Ao observar uma semente florescer, você testemunha um dos muitos milagres da natureza. Da mesma forma, perceber que você é capaz de fornecer à natureza os cuidados e nutrientes adequados para que ela se transforme é emocionante e te causa a sensação de realização. Na Escola Infantil Montessori nosso jardim e horta ao ar livre permitem que as crianças experimentem esses sentimentos diariamente.

Uma ótima maneira de incorporar os princípios ambientais da educação Montessoriana fora da sala de aula é cultivando seu próprio jardim em casa. Ao criar um pequeno jardim em seu quintal com seus filhos, você pode compartilhar sentimentos alegres com seus pequenos e expô-los às maravilhas da natureza.

Embora existam dezenas de culturas diferentes que podem ser plantadas em um jardim no quintal, é uma boa ideia escolher culturas que sejam fáceis de cultivar, que cresçam relativamente rápido e sejam divertidas de colher. Dessa forma, as crianças não perdem o interesse no jardim porque está demorando muito para crescer.

Uma das melhores opções de cultivo para as crianças é o girassol, porque começa a brotar em uma semana e, conforme vai crescendo, surgem centenas de sementes que podem ser replantadas. Além disso, a cor amarela vibrante da flor chama a atenção dos pequenos. Alface e ervilhas são outras ótimas opções, porque crescem rapidamente e aumentam a apreciação da criança por vegetais. Muitas crianças adoram os tomates cereja, os morangos e as cenouras porque são particularmente divertidos para colher e agradam o paladar!

Para tornar a jardinagem uma experiência divertida para o seu filho, há várias coisas que você pode fazer. Dê ao seu filho seu próprio espaço na horta de casa, isso o manterá engajado, pois ele se sentirá responsável ​​por seus cultivos. É melhor dar ao seu filho ferramentas de jardinagem reais em vez das plásticas feitas para crianças, desde que você esteja supervisionando; porque as de plástico quebram com facilidade e não funcionam tão bem quanto as de material mais resistente. Isso também faz com que seu filho sinta que o trabalho dele no jardim é tão importante quanto o seu.

Uma ideia divertida é a construção de um espantalho para o jardim. Isso é especialmente útil quando a criança começa a ficar entediada com a jardinagem, pois ajuda a recuperar o interesse em proteger suas plantações, além de trabalhar a criatividade da criança.

É importante lembrar que os adultos são ótimos exemplos! Seja entusiasmado, mostre à criança que é divertido passar algum tempo no jardim. Prepare o ambiente, tenha ferramentas de tamanho infantil de boa qualidade e um espaço bem organizado para trabalhar no jardim.

Com calma e paciência oriente seu filho sobre o que fazer, por exemplo: como plantar uma semente no solo, regar as plantas, arrancar ervas daninhas, colher frutas e legumes ou podar as flores. Ao podar uma flor, por exemplo, há muitas coisas que uma criança pode aprender, como: as habilidades motoras finas de como usar uma tesoura para cortar o caule, a matemática na contagem das pétalas, o estudo e o aprendizado dos nomes das partes da flor.

Virtudes aprendidas com a jardinagem

Existem várias virtudes importantes da educação Montessori que seu filho aprenderá com a jardinagem. O cultivo de uma colheita não acontece da noite para o dia; requer paciência, dedicação e trabalho. Uma criança aprenderá que deve continuar cuidando de sua plantação para que ela cresça. Ela irá gostar de vê-la florescer à medida que passa por diferentes estágios, mas para isso deve continuar fornecendo os nutrientes e água para que ela cresça, floresça e produza frutas ou legumes.

Mas quais são as habilidades que as crianças aprendem por meio da jardinagem que auxiliam o seu desenvolvimento?

  • Confiabilidade e responsabilidade ao cuidar de uma planta dia após dia;
  • Autoconfiança: nada é mais gratificante do que os frutos de nosso próprio trabalho;
  • Curiosidade em espécies, dicas de cultivo e botânica;
  • Atividade física: a jardinagem coloca a criança em movimento;
  • Explorar texturas: a criança aprende sobre densidade, peso, maleabilidade, permeabilidade e muito mais;
  • Trabalho em equipe: seja com os amigos na escola ou com a família no jardim de casa;
  • Matemática e ciências: contagem de dias, quantidade de água, exposição à luz;

Se a criança é encarregada de cultivar uma determinada cultura, isto se torna sua responsabilidade e ela sentirá um senso de propriedade sobre ela. Depois da plantação totalmente cultivada e colhida, a criança terá orgulho de que seu trabalho e dedicação tenham resultado em algo útil para si e para sua família.

A jardinagem nos permite passar o tempo ao ar livre, respirando ar fresco, absorvendo o sol e alimentando nossa própria conexão com a terra. Passar esse tempo com seu filho permite que você aproveite esses benefícios enquanto estão juntos. O tempo que você gasta cuidando do jardim da família terá um impacto positivo e duradouro na educação de seu filho.

Agende uma Visita

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *