Compreender a personalidade do seu filho

Tempo de leitura: 3 minutos

Toda pessoa tem sua própria maneira de responder às coisas que lhes acontecem. Por exemplo, algumas crianças são tímidas em relação a novas pessoas ou em um novo ambiente, enquanto outras ficam felizes em se misturar e socializar. Esse é o temperamento delas.

Thomas e Chess (1977) dividiram os tipos de temperamento em três áreas amplas. Estes têm sido amplamente utilizados por educadores da atualidade para ajudar a entender as crianças. É mais fácil trabalhar com crianças quando você entende o temperamento delas e se concentra nos pontos fortes.

As crianças geralmente têm todos os três temperamentos. No entanto, quando estão particularmente cansadas ​​ou estressadas, um desses tipos de temperamento tende a se destacar mais.

Os 3 tipos de temperamentos definidos por esses estudiosos são:

1. Difícil ou mal-humorado:

Em vez de chamar esse temperamento de “difícil”, os especialistas preferem usar as palavras “ativo” ou “independente”. Às vezes, crianças com esse temperamento podem ser desafiadoras, mas sua atividade é considerada uma força. Essas crianças são mais intensas, barulhentas, fazem birras facilmente, não gostam de mudanças e podem não dormir a noite toda.

 2. Fácil

Algumas crianças são naturalmente fáceis de lidar. Elas são flexíveis e tendem a acompanhar o fluxo de tudo o que está acontecendo ao seu redor. Elas aprendem com facilidade, dormem a noite toda, têm um humor geralmente positivo, se adaptam facilmente às mudanças e são ideais para trabalhar.

3. Lento

As crianças dessa categoria são medrosas ou tímidas. Elas tendem a sentar-se no banco de trás e não dizem muito. São lentas para se envolver e gostam de sentar e observar tudo ao seu redor. São conscientes de si mesmas e são altamente observadoras. Elas podem ser pegajosas e geralmente ficam de mau humor. Quando pressionadas para ingressar em um grupo, podem se tornar piores. Mas, se lhes for concedido espaço e algum tempo para se aquecer, elas, em seu próprio tempo, ficam felizes em participar de atividades em grupo.

As considerações destes dois autores vão de encontro aos pressupostos de Maria Montessori sobre a personalidade das crianças. A autora ainda propõe abordagens sobre as crianças tímidas, afirmando que estas podem passar por maiores sofrimentos durante a infância. Não há como mudar a personalidade de seu filho, mas a sua ajuda e compreensão pode tornar tudo mais fácil. Veja as dicas de posturas que você pode adotar para deixar seu pequeno cada vez mais confiante:

1. Pare de chamá-lo de “tímido”:

Não rotule a criança! Por exemplo, se alguém vier falar com seu filho e se esconder atrás de você, é melhor que você diga: “ele não está com vontade de falar agora”.

2. Respeite o tempo da criança:

Se o seu filho demorar algum tempo para interagir nas festas, na escola, etc., reserve um tempo para ficar com ele, observe e converse naturalmente até que ele esteja pronto para participar. Mostre ao seu filho que você o aceita como ele é e que sabe que ele vai querer brincar quando estiver pronto.

3. Algumas crianças precisam ser preparadas

Preparar as crianças com antecedência para que elas saibam o que esperar pode torná-las mais confiantes. Converse com seu filho antes de ir a algum lugar que possa deixá-lo introvertido e receoso. Lembre-o sempre de que é muito bom fazer novos amigos e aproveitar os momentos de brincadeiras.

Agende uma Visita

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *