Uma casa receptiva para os filhos

Tempo de leitura: 11 minutos

Montessori não se resume à sala de aula. É perfeitamente possível trazer seus princípios para dentro de casa e isso pode ser uma ponte inestimável para reforçar o que a criança aprende na escola.

Incentivar a ordem, a independência e automotivação é fundamental para a abordagem Montessori. Na escola, as salas de aula cuidadosamente projetadas permitem que os alunos desenvolvam competência para cuidar de si mesmos e do ambiente ao redor. Você pode preparar sua casa de maneira semelhante. Definir um lugar para tudo permite com que as crianças saibam onde encontrar o que precisam e tenham um lugar para colocar as coisas quando elas terminam de usar. Um ambiente ordenado também tem menos distrações, permitindo que as crianças se concentrem no que estão fazendo. Para ajudar uma criança, devemos fornecer-lhe um ambiente que lhe permita desenvolver-se livremente.

Simplificar o ambiente doméstico permite que a criança entenda o que se espera dela.

Por exemplo, limitar as escolhas de brinquedos e colocar prateleiras abertas ao nível dos olhos da criança (em vez de caixas de brinquedos, onde os brinquedos são amontoados em pilhas) permite com que ela veja todas as suas possibilidades de escolha e retorne os objetos para os locais de onde retirou.

Os quartos merecem atenção ainda maior e devem estar livres de desordem, com lugares claramente destinados para descanso, autocuidado e vestimenta. Para nutrir independência e autoestima, a mobília deve ser acessível, do tamanho da criança. Por exemplo, um armário com peças limitadas permitirá que seu filho faça suas próprias escolhas de roupas e arrume-as de forma independente.

O quarto pode ser uma expressão da personalidade e dos interesses únicos do seu filho e você pode permitir que ele escolha sua própria arte e sua cor de tinta, de modo que se sinta orgulhoso de cuidar de seu próprio espaço. Todas as áreas do quarto devem dar oportunidades para reforçar o valor da organização e do cuidado com o ambiente e seu filho deve ser totalmente responsável por manter a limpeza em seu próprio espaço. Particularmente, quando seu filho é mais velho e é responsável por fazer suas leituras de forma independente ou o dever de casa, seu espaço de estudo deve ser livre de distrações para potencializar a concentração.

Acolher as crianças na cozinha é uma das maneiras mais fáceis de apoiar a crescente independência delas em casa. Os mantimentos podem ser colocados em prateleiras baixas e fáceis de alcançar, para que o seu filho possa fazer escolhas e recolocar aquilo que utilizar no local correto. Um banquinho colocado perto da bancada convidará a criança a ajudar na lavagem de pratos ou na preparação de alimentos.

A chave da independência para Montessori é incluir as crianças nas atividades diárias da sua família em casa. Na sala de aula, o professor é o adulto preparado. Em casa, é você. Qual é o seu papel no apoio à prática da família Montessori em casa? Quando se trata de implementar os princípios de Montessori em casa, a maioria dos pais fica intrigada com a ideia, por não saber por onde começar.

O importante é começar com uma mudança de mentalidade. Como pai, você tem que começar entendendo que as crianças – mesmo as menores- são capazes de realizar mais do que você imagina. Uma vez que você reconhece isso, então você pode fazer algumas mudanças em sua casa para estimular a independência de seu filho.

Organize seu ambiente

“Um lugar para tudo e tudo em seu lugar” é um dos princípios de Montessori. Quando você designa um lugar para tudo, seu filho aprenderá rapidamente o lugar das coisas. Esta é uma ferramenta essencial para ensiná-los a serem responsáveis ​​pelos seus pertences e a limpar as desordens que possam fazer.

Para ordenar efetivamente seu ambiente, a mudança mais significativa que você poderá fazer é tornar as coisas mais acessíveis para seu filho. Para fazer isso, é recomendado que os pais:

  • guardem as roupas em gavetas ou cestas baixas, para que seu filho possa alcançar suas roupas;
  • coloquem banquinhos na cozinha e no banheiro para as crianças lavarem as mãos e, no caso da cozinha, ajudar na preparação das refeições;
  • coloquem brinquedos, jogos e materiais de arte em prateleiras baixas onde seu filho possa acessá-los facilmente, e depois separem esses brinquedos em várias cestas e latas para que os itens fiquem separados e sejam fáceis de encontrar sem procurar em pilhas de outros brinquedos;
  • guardem lanches saudáveis ​​em sua geladeira ou despensa para que seu filho possa se servir;
  • mantenha bebidas em pequenos jarros localizados na prateleira inferior da geladeira, com xícaras próximas. Quando seu filho estiver com sede, permita que ele se sirva (mantenha uma esponja por perto para que a criança possa limpar qualquer desordem que fizer também).

Na abordagem Montessori, os pais também são incentivados a trocar os brinquedos e livros de seus filhos com frequência. O objetivo disso é manter sua curiosidade renovada e evitar o tédio. Isso pode parecer complicado para alguns pais, mas a melhor maneira de fazer isso é ir trocando os itens nas prateleiras com base nos interesses atuais dos filhos. Eles estão animados com os dinossauros? Inclua uma cesta de dinossauros, bem como alguns livros temáticos apropriados para a idade.

Enfatize as habilidades da vida prática

Até as crianças pequenas são capazes de ajudar em casa. Ensinando-os a cuidar de si mesmos e do espaço ao redor deles desde cedo, você permite com que eles se tornem adultos atenciosos e independentes. Isso significa que, como pai ou mãe, você terá que parar e dedicar um tempo para ensinar seu filho a limpar a mesa depois de uma refeição. Mas a mente das crianças é poderosa! Não demora muito para que elas possam realizar tudo que aprenderam de forma independente.

Lembre-se de combinar suas tarefas com a idade e habilidades. Por exemplo, as crianças mais novas são perfeitamente capazes de aprender a regar plantas, alimentar animais de estimação, limpar a mesa depois de uma refeição e guardar seus brinquedos. As crianças mais velhas podem realizar tarefas mais complexas em sua rotina, como tirar o lixo, preparar refeições e fazer manutenção básica na casa. Elas também podem ensinar as crianças mais novas em casa também.

Estimule a concentração

Muitos adultos não acham que crianças pequenas conseguem se concentrar, e é verdade que as crianças não podem se concentrar em algo pelo mesmo período de tempo que os adultos. Mas, sob o método de pensamento Montessori, essa é uma habilidade que você pode começar a cultivar em seu filho desde cedo. Você pode ajudar a desenvolver a concentração do seu filho em qualquer idade, observando o que desperta seu interesse e oferecendo oportunidades para aguçá-lo.

Prepare a casa com os objetos para explorar o que despertou interesse e deixe-o trabalhar sem interrupções, até que esteja pronto para escolher outra atividade. A capacidade de se concentrar é uma habilidade importante para o aprendizado. Com base nas suas observações, faça alterações no ambiente para garantir o interesse e independência do seu filho. Para crianças mais velhas, trabalhe em conjunto e inclua-as no processo de tomada de decisão. Dê opções, mas certifique-se de que você está confortável com todas as opções disponíveis, para que você apoie a criança independentemente da escolha.

Foque na motivação interior e não nas recompensas

O método Montessori não se baseia em dar às crianças recompensas extrínsecas por comportamento, como adesivos ou doces. O elogio verbal é valorizado, embora seja importante garantir que seja dado com moderação. A chave é que você deve ensinar seus filhos a desfrutar e buscar os sentimentos de prazer e orgulho que acompanham o aprendizado de algo novo ou a conclusão de uma tarefa.

Montessori baseia-se na crença de que o orgulho e o prazer no próprio trabalho têm efeitos duradouros e significativos que os incentivos externos não têm. Na perspectiva Montessoriana, até mesmo elogios devem ser dados com moderação – salvos para reconhecer o esforço de uma criança e incentivar a dedicação e o comprometimento em realizar uma tarefa, em vez do resultado de seu trabalho. Ao expressar encorajamento e gratidão pelos esforços de seus filhos em casa, você, assim como seus professores, ajudará a nutrir uma motivação interna que os acompanhará ao longo da vida.

CRIANDO UM AMBIENTE MONTESSORI PARA BEBÊS

Para criar um ambiente Montessori não é necessário esperar que seus filhos fiquem mais velhos. É fato que mesmo os bebês respondem bem a um ambiente Montessori em casa. Se você está planejando implementar os princípios Montessorianos no ambiente doméstico do seu bebê, aqui estão quatro coisas que você pode fazer:

  • Tampe as tomadas elétricas, coloque fechos de segurança nas portas e remova objetos que possam machucar seu bebê – ou que seu bebê possa se ferir. O objetivo é criar um ambiente que permita que ele se mova e explore o espaço livremente à medida em que começa a se movimentar.
  • A maioria das pessoas pensa em portais como formas de restringir seus pequeninos, mas você pode usá-los para delinear seus espaços de lazer e mantê-los nas áreas projetadas para seu aprendizado e exploração.
  • Tente colocar um colchão no chão e brinquedos adequados à idade ao seu alcance.
  • Procure uma cadeira para a criança que seja adaptável à mesa de refeições da família, possibilitando a ela compartilhar com todos o momento das refeições.

CRIANDO UM AMBIENTE MONTESSORI PARA CRIANÇAS

À medida que seu filho cresce e adquire mais mobilidade, é essencial permitir-lhe a liberdade de se movimentar e explorar toda a casa. Nesta fase, as adaptações da casa Montessori terão que se estender para o banheiro, porque a criança vai passar mais tempo lá. É importante incluir um banquinho, extensores de torneira e um extensor de luz – tudo com o objetivo de ensinar seu filho a ser autossuficiente no banheiro.

Conforme as crianças crescem, seu nível de brincadeira também evolui. Para incentivar a exploração do mundo ao seu redor, há várias coisas que você pode fazer, incluindo essas três:

  • Coloque uma pequena seleção de livros e brinquedos apropriados para a idade em prateleiras baixas – mas sem brinquedos de plástico. Mantê-los em uma prateleira baixa permitirá que seu bebê alcance qualquer coisa que chame a atenção dele. Coloque cada tipo de brinquedo em uma cesta ou caixote diferente para que eles comecem a aprender que tudo tem um lugar adequado.
  • Pendure trabalhos de arte interessantes ao nível dos olhos da criança. Seja uma impressão de um dos grandes artistas ou uma imagem emoldurada que seu filho ou um irmão mais velho desenhou, é uma ótima maneira de estimular sua mente.
  • A cada estação, monte uma bandeja de itens encontrados ao ar livre para o seu filho tocar e explorar. Quando você inclui seu filho na coleta dos itens do seu quintal, isso se torna outro momento de aprendizado e exploração. Considere algumas dessas ideias sazonais: Primavera: folhas verdes, musgo, flores e plantas variadas, sementes. / Verão: conchas, pequenos barcos, estrelas do mar, flores, frutas, ervas. / Outono: cabaças, maçãs, folhas, bolotas, milho seco, livros sobre o outono. / Inverno: flocos de neve de papel, ramos verdes, globo de neve, fotos de cenas de inverno
Agende uma Visita

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *