Brinquedos montessorianos: como aproveitar o que seu filho já tem?

Tempo de leitura: 5 minutos

Aqui no blog nós já listamos cinco brincadeiras sensoriais que você pode fazer com seu filho!  Agora, neste artigo, vamos dar ideias de como criar brinquedos montessorianos a partir de materiais que você já tem em casa.

Maria Montessori defendia a importância das brincadeiras manuais para o desenvolvimento cognitivo infantil, e via nos materiais lúdicos os instrumentos perfeitos para viabilizar esse desenvolvimento.

Conheça, então, 10 formas de transformar objetos comuns em brinquedos montessorianos para estimular a curiosidade e a criatividade de seu filho!

1. Saco dos mistérios

Apesar do nome, aqui não há mistério! Dentro de um saco de pano escuro, deposite 10 objetos com texturas e pesos bem distintos. Faça uma lista para não se confundir e, depois, convide seu filho a colocar uma mão no saco e adivinhar o que há nele por meio do toque.

Exemplos de objetos que podem ser utilizados: frutas; moedas; escova de dentes; bolinhas de tênis e ping-pong; bonequinhos, etc. O essencial é que ele use a percepção tátil para identificar os mistérios!

2. Bloquinhos multissensoriais

Aqui, você pode customizar um brinquedo de blocos que seu filho já tem, montar cubos com papelão ou então utilizar pedaços de madeira. Forre os cubos ou blocos com diferentes tipos de tecido, como feltro, algodão, lixa, veludo, enfim, retalhos que você não esteja utilizando, e convide seu filho a experimentar a textura de cada um deles.

3. Tabela de cores

Em folhas de papel, desenhe pequenas circunferências ou quadrados e peça ao seu filho para escolher uma cor.

Vamos supor que ele escolheu verde. A partir de então, ele deverá usar todos os lápis de cor e giz de cera verdes para fazer uma coluna ou gradiente de tons — do mais claro ao mais escuro ou vice-versa. Depois, repita o processo com outras cores.

Você também pode imprimir um catálogo de tonalidades já prontas e montar com ele a ordenação. Essa prática é uma ótima maneira de conscientizá-lo sobre os diferentes tons de uma mesma cor, aguçando sua percepção cromática.

4. Formas geométricas

Separe um pedaço grande de papelão ou cartolina e desenhe, com canetinha colorida, formas geométricas nele. Triângulos, círculos, quadrados e losangos; aqui vale tudo. No centro de cada desenho, cole um pedaço pequeno de fita dupla face.

Desenhe as mesmas formas geométricas em caixas de sapato velhas, mas, dessa vez, recorte os moldes para que seu filho possa colá-los sobre a base na qual os primeiros contornos foram delineados. Esse material vai ajudá-lo a fazer associações entre as diferentes figuras geométricas!  

5. Jogo da velha

Palitos de picolé e tampas de garrafa pet podem virar um kit de jogo da velha. Quer saber como? Separe quatro palitos e os cole em formato de jogo da velha. Depois, marque com cola colorida a parte externa das tampinhas com os símbolos X e O.

Se quiser deixar o kit mais personalizado ainda, pinte os palitos de picolé antes de colá-los.

6. Bichos e carros de papelão

Talvez você nunca tenha notado, mas crianças adoram mexer com papelão. Uma ideia para engajar seu filho em uma atividade de confecção com esse material é reunir e pintar alguns rolos de papel higiênico — só o miolo, é claro — para formar uma centopeia.

Uma vez que os rolos estejam pintados e secos, faça pequenos furos em cada um dos lados e passe um barbante por eles, deixando alguns centímetros de fio solto para que seu filho possa puxar o bichinho e passear com ele pela casa.

Outra opção é utilizar caixas de papelão para fazer carrinhos, que também podem ser puxados por um barbante ou grandes o suficientes para que a criança possa entrar neles. Mas não faça tudo sozinho, chame seu filho para criar e decorar os objetos com você!

7. Derrubar latinhas

Junte latinhas de milho e ervilha. Quando tiver acumulado seis delas (vazias, é claro), chame seu filho para decorá-las com seus personagens favoritos. A brincadeira, antes de ficar pronta, pode ser uma ótima atividade de colagem e pintura.

Quanto estiver tudo seco, empilhe as latinhas em forma de pirâmide, e posicione-as sobre uma superfície lisa. O objetivo é que seu filho tente derrubá-las com uma bola de pano. Se ele não tiver uma, pode improvisar com bolas de meias.   

8. Desenhos no balão

Este projeto é super simples e a diversão é garantida, mas ser feito em um local que seja fácil de limpar depois, como uma garagem, por exemplo, ou até ao ar livre.

Ao invés de encher as bexigas com ar, coloque farinha de trigo. Depois, amarre-as e peça para seu filho desenhar carinhas no balão.

9. Canos e bolinhas

Este funciona ao mesmo tempo como um brinquedo educativo e como decoração para o quarto de seu filho.

Sabe aquelas emendas de cano PCV? Decore cada uma delas com uma cor e prenda-as paralelamente em uma base móvel — pode ser com cola quente—, que, depois, pode ser fixada à parede. Ensine o seu filho a jogar bolinhas coloridas dentro dos canos para vê-las cair. Essa atividade é indicada para crianças de até três anos.

Essas foram as dicas de brinquedos montessorianos que vão instigar seu filho a executar atividades manuais e a aprender se divertindo. A melhor parte? Se você engajá-lo na criação desses materiais, a satisfação será em dose dupla. Só tome cuidado para mantê-lo afastado de objetos pontiagudos e cortantes.

Lembre-se: é brincando que a criança interage com diferentes cores, formatos e texturas, descobre movimentos e vai conhecendo a si mesma!

Vale salientar, por fim, que miniaturas de objetos adultos, como vassouras e louças, também são boas alternativas para inserir as crianças, aos poucos, no cotidiano da casa e nas tarefas domésticas!

Pronto para embarcar nessas aventuras com seu pequeno e desenvolver sua curiosidade e criatividade natural? Então que tal compartilhar este post em seu Facebook e permitir que outros pais e mães também se inspirem com esses projetos?

1 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *