Checklist para escolher a melhor escola infantil

Tempo de leitura: 6 minutos

Você já ouviu falar que “a escola infantil é um ensaio para a vida”?

É no ambiente escolar que a criança aperfeiçoa suas habilidades sociais, aprende a lidar com obstáculos e a canalizar energia para o desenvolvimento de seu intelecto. Por esse motivo, a escolha da escola infantil é tão importante.

Para ajudá-lo nessa tarefa, elaboramos um checklist com os principais fatores e critérios que devem ser analisados no momento de definir qual instituição é a ideal para seu filho. Você verá como cada um desses elementos influencia o modo como a criança aprende a perceber o mundo e a lidar com ele!

1. Identifique os valores da escola infantil

Antes de matricular seu filho, é muito importante identificar quais são os valores da escola e ponderar se eles estão alinhados ao valores praticados em casa.

Por isso, se informe sobre o projeto pedagógico da escola. Pergunte aos coordenadores que o receberem que tipo de aluno aquela escola busca formar. Qual é o papel do aluno na aprendizagem? Como a instituição lida com questões como bullying e discriminação?

É muito importante verificar se a proposta da instituição de ensino está alinhada às suas expectativas, para evitar transtornos quando as aulas começarem.

2. Conheça a metodologia de ensino

A metodologia de ensino direciona a aprendizagem na escola infantil.

Algumas delas têm a proposta de educar de maneira holística e incentivar o desenvolvimento de múltiplas habilidades, bem como o posicionamento crítico do estudante perante o mundo. Outras seguem uma postura mas tradicional. Nessas, o aprendizado gira em torno da capacidade de memorização e da transferência de conhecimento protagonizada pelo professor.

Assim, em algumas escolas, é a criança que assume o papel de protagonista da própria aprendizagem, construindo seu conhecimento pouco a pouco, refletindo e fazendo escolhas, ao passo que outras instituições priorizam a absorção de um conhecimento pronto.

Qual é a proposta mais adequada? O que funcionará melhor para seu filho? Isso dependerá de seus objetivos, do perfil do seu filho, do que você espera da educação dele e, em geral, da sua própria percepção do mundo.

3. Informe-se sobre o material de ensino

O material de ensino também deve ser considerado, já que é por meio dele que a aprendizagem toma forma!  

Na escola Montessori, por exemplo, todos os recursos utilizados seguem os preceitos da metodologia criada por Maria Montessori. São materiais multissensoriais, isto é, estimulam simultaneamente várias funções neurológicas, fazendo com que as crianças sintam/toquem o material, decodifiquem seus significados, processem as informações e corrijam os próprios erros, engajando-se, portanto, em um tipo de aprendizado autoguiado.

Exemplo desses materiais são quebra-cabeças, peças geométricas de encaixar, variados formatos de alfabeto, blocos de construção e barras para contagem. Todos eles servem como combustível para dinâmicas interativas e alinhadas às necessidades cognitivas das novas gerações.

4. Considere a infraestrutura e a localização

A infraestrutura escolar, a organização das salas de aula, os espaços comuns e os recursos disponibilizados aos alunos também são manifestações diretas da metodologia adotada. Uma sala mais tradicional, por exemplo, terá carteiras enfileiradas e posicionadas de frente para o quadro ou telão. Você logo percebe que o foco está na transferência de conhecimentos a partir da figura do professor e não necessariamente no aluno.

Já escolas infantis com uma proposta humanizada vão priorizar ambientes mais democráticos e interativos. Nesses locais, todos os objetos são pensados e posicionados para incentivar a criança a descobrir, a experimentar e a aprender a aprender.

Então fique atenta: tamanho não necessariamente é sinônimo de qualidade. O que você precisa checar é como o espaço é utilizado para fomentar a aprendizagem. Muitas escolas dispõem de recursos que nunca são utilizados ou aproveitados de forma construtiva.

Além disso, a localização da escola infantil deve ser levada em conta, especialmente se você mora em uma metrópole. Quanto mais tempo seu filho passar no trajeto casa-escola-casa, menos energia terá para dedicar à aprendizagem.

5. Verifique a grade curricular

Não esqueça de verificar a grade curricular. Você deve fazer as seguintes perguntas:

Quais opções são oferecidas pela escola além das disciplinas tradicionais? Há atividades extracurriculares? As matérias são trabalhadas de forma multidisciplinar? Como o meu filho pode conjugar os diferentes tipos de aprendizagem nas atividades diárias?

É claro que as disciplinas são importantes, pois estarão presentes em toda a vida acadêmica até o vestibular ou ENEM. Entretanto, o ensino escolar vai além das matérias ensinadas em sala. Por isso, também é preciso verificar as demais atividades que são oferecidas, como línguas estrangeiras, música e esportes.

Ainda, atividades que trabalhem a convivência são um diferencial, pois estimulam o senso de coletivo na criança desde cedo, um valor muito importante para a vida adulta.

 

6. Certifique-se de que a participação da família é encorajada

Hoje, sabemos que “educar” é uma missão a ser desempenhada tanto pela família quanto pela escola, já que a educação de casa complementa o ensino formal. Assim, é fundamental que pais e equipe pedagógica estejam alinhados e que seus esforços sejam coordenados.

Antes de matricular seu filho, verifique se a escola infantil incentiva essa interação e de que forma ela dialoga com a família e incentiva a participação dos responsáveis no cotidiano escolar. Há eventos para os pais ao longo do ano letivo? Há palestras de orientação e reuniões periódicas? A escola mantém um canal de diálogo aberto?

A presença da família é importante para o desenvolvimento intelectual e emocional infantil, então é preciso se certificar de que a instituição encoraje essa participação.

7. Busque referências  

Por mais que você busque se informar sobre a metodologia, os valores e as práticas da escola, o dia a dia da instituição pode ser muito diferente da teoria e do plano pedagógico. Não há como se certificar da eficácia do ensino contratado até que seu filho comece a testá-lo.

Nesse contexto, buscar referências de pais e alunos que já estão matriculados ou ex-alunos é um bom método para confirmar se as informações que você colheu refletem o cotidiano da instituição. Você também deve pesquisar por metodologias e seus índices de sucesso, especialmente para modelos não-tradicionais de ensino.

Essas foram nossas dicas para ajudá-la a selecionar a escola infantil certa para seu filho. Valores, metodologia, infraestrutura e relacionamento com a família são aspectos que devem estar em sintonia para proporcionar uma experiência de aprendizagem significativa!

Este artigo foi útil para você? Então o compartilhe nas redes sociais e faça com que ele alcance e inspire mais pessoas!

 

2 Comentários


  1. Boa tarde! Como fica a questão da inclusão em uma escola montessoriana? Para uma criança com autismo leve, por exemplo, a metodologia não pode acabar favorecendo a não socialização da criança?

    Responder

    1. Bom dia, Mariana. Tudo bem?

      O ambiente preparado, ou seja, a sala de aula Montessori fornece um ambiente seguro, onde as crianças podem se beneficiar assistindo outras crianças escolherem e participarem de atividades antes de se envolverem. Isso é muito importante para crianças com espectro autista; Normalmente preferem observar muitas vezes antes de fazerem sua própria tentativa. Na sala de aula Montessori, isso é aceitável, até encorajado, e as crianças nunca são forçadas a uma atividade que não tiveram tempo processando em seu próprio ritmo.
      As crianças autistas se beneficiam enormemente da experiência de aprendizado do Montessori. As rotinas diárias lhes dão a chance de assistir e imitar comportamentos socialmente apropriados, como o contato visual,conversação e compreensão das expressões faciais. As crianças autistas adquirem conceitos observando seus colegas e participando de seu próprio e confortável período de tempo.

      Para saber mais sobre a escola, entre em contato conosco: (31) 3657-2942, (31) 99724-2421 ou contato@escolainfantilmontessori.com.br

      Espero ter ajudado!

      Obrigada!

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *